45 metros... Moda ou limite? | Gazeta do Balão
45 metros… Moda ou limite?
Publicado em 05/01/2019 | 299304 Visualizações

Com o passar dos anos, os baloeiros foram desenvolvendo novas técnicas de confecção, materiais mais seguros e resistentes foram sendo criados e, como em qualquer prática, a busca pelos limites sempre há e no balão não seria diferente.

Em quase 50 anos desde o inicio dos balões “modernos”, poucas turmas ultrapassaram os 45 metros em seus balões. Seria por modismo, medo, afinal poucos passaram desse tamanho ou apenas coincidência?

Será que você lembra de todos os balões de 45 metros que foram soltos? Se não, a GB lembra pra você:

 

Nessa lista, temos algumas curiosidades:

O maior balão a subir no Rio de Janeiro foi o Pião da Vila da Penha em 1987. Antes dele, além de todos serem piões, levando em consideração que acima de 40 metros consideramos “gigante”, apenas 4 turmas tentaram: Cachambi em 82, Bruxa em 85, Harmonia também em 1985, o famoso Rei dos Reis e a Cometa no ano anterior, sendo que só os 2 primeiros subiram.

40m – Cachambi (1982), 42m – Bruxa (1985), 54m – Harmonia (1985) e 44m – Cometa (1986)

Ainda no Rio de Janeiro, temos um consórcio de turmas que fez 2 piões de 45 metros. Em 2008, a união das turmas 100% Caxias, Maria Preta e Balofolia não tiveram sucesso com seu primeiro pião onde a boca caiu com ele nas guias. Voltaram pra bancada e, 3 anos depois, soltaram, dessa vez com sucesso, o segundo pião.

Já em São Paulo, ao contrário do Rio de Janeiro, a busca pelo status de soltar o maior balão não seguiu com Piões Carrapeta. O primeiro gigante foi o 33×33 da Piratas do Céu em 1982 e depois, seguido pelo primeiro grande pião, o 40m da Dez de Ouros em 1985 e o 23×21 do Clube Paulistano em 1985.O 33×33 subiu sem bucha e lastro, o da Dez de Ouros deve estar no alto até hoje e o da Paulistano, assim como no Rei dos Reis, de tanto ir e vir e não subir, foi destruído pela turma.

Piratas do Céu, Dez de Ouros e Clube Paulistano de Balões

O primeiro balão de 45 metros a subir em São Paulo foi o 45 da Alvarenga em 15 de novembro de 1993 que, só não foi o maior pião solto em São Paulo por apenas 15 dias, pois a Emenda e Baloema soltou o 52 no feriado de finados de 1993

Assim como no Rio onde a 100% Caxias, Maria Preta e Balofolia soltaram 2 Piões de 45m, uma turma nova de São Paulo, em poucos anos já se destaca com grandes balões e já colocou pro alto 2 balões de 45m e um de 54m em 2 anos, a Fabrica dos Sonhos:

Por fim, outra curiosidade é que no Paraná, nunca foi solto um balão de 45 metros. Os primeiros gigantes, por coincidência, foram balões soltos e resgatados em São Paulo que tiveram suas segundas solturas por lá e, o primeiro balão acima dos 40 metros feito por turmas da terra das Araucárias, foi em 2008 com o 49m da Taz Magia e Correria.

35m – Ex Alvarenga solto pela Magia e TZN (SP) em 1990, 40m – Ex Balocaia solto pela Além da Imaginação em 2005 e 49m – Taz Magia e Correria

Obviamente, muitos estão questionando sobre alguns balões que “achavam” que tinham ou não 45 metros que não estão nesse artigo, assim como muitos ai, provavelmente nem 45 metros tem, mas isso é assunto para outra coluna.

Dê a sua opinião, nos lembre de algum caso tenhamos esquecido, enfim, Participe!
Abraços,
Dinho GB

Gostou? Curta e Compartilha!
  • 394
    Shares

Mande seu Recado:

Copyright © 2006 / 2019 - Gazeta do Balão | Todos os Direitos Reservados - Permitida a reprodução com citação da fonte
error: Não copie, compartilhe!