Edição 08 - 10 de Ouros | Gazeta do Balão
Edição 08 – 10 de Ouros
Publicado em 08/11/2018 | 315265 Visualizações

Entrevista publicada na edição 08 de Abril de 1991

Turma Dez de Ouros – São Paulo – SP

GB – Como nasceu a turma, data de fundação, cores e número de componentes?

TDO – A turma nasceu por ocasião do convite para participar do 1º Festival de Balões de São Paulo, tendo sua fundação em 5/08/1980. Nossas cores são o vermelho e o branco e temos 40 componentes.

GB – Quais os primeiros balões?

TDO – Nossos primeiros balões foram o 4×4 armação Carta 10 de ouros e o 7×6 Deusa Hindú.

GB – Vamos relembrar os primeiros balões soltos pela turma…

TDO – Relembrando os principais balões da nossa turma temos: 12×11 fogueteiro noturno em 1981, 7×6 com Armação “Deusa Hindú” em 82,  7×7 com Armação “Primavera” em 82, 8×8 fogueteiro noturno em 82, 10×10 com Armação “Corinthians” em 1983, Pião 40m com bandeira em 1985 e o pião de 20m com bandeira pintada em 1986, entre outros

GB – Qual o balão mais importante da turma?

TDO – Tivemos mais de um balão importante na história da nossa turma. Assim, enumeramos os seguintes: 7×6 Deusa Hindú, 12×11 fogueteiro, 10×10 Corinthians, 7×7 Primavera, Pião de 40m e o Pião de 20m com a bandeira pintada.

GB – Realizaram ou participaram de festivais? Qual sua opinião sobre esses eventos?

TDO – Sim participamos mas ainda não ganhamos troféus. Nossa opinião é que deveria haver 3 festivais por ano nas seguintes modalidades: 4×4 armação e 5×5 fogueteiro, assim, saberíamos qual é a melhor turma de São Paulo.

GB – Fale um pouco sobre balões de porte e menores.

TDO – A experiência mostra que o gigantismo, além de um alto investimento, sempre trouxe problemas para nossa arte, motivo pela qual as turmas que fazem um balão grande acabam.

GB – Cite algum caso pitoresco na história da equipe

TDO – Fizemos em 1984 a fogueteira da Gaviões da Fiel. No final do Campeonato Paulista, haviam 1500 dúzias de rojões em aproximadamente 250 caibros, prontos para serem acessos. Quando estava tudo pronto, o Miranda desceu da escada e jogou uma ponta de cigarro. Com o vento, ela foi em direção das fogueteiras e caiu, inacreditavelmente de pé entre os pavios.

GB – Mensagem Final.

TDO – “A 10 de Ouro sente-se muito orgulhosa em participar desta edição da GB. Ser baloeiro é uma virtude e a arte merece ser mais respeitada”.

Esta entrevista foi realizada no mês de março de 1991.

Gostou? Curta e Compartilha!
  • 2
    Shares

Mande seu Recado:

Copyright © 2006 / 2020 - Gazeta do Balão | Todos os Direitos Reservados - Permitida a reprodução com citação da fonte
error: Não copie, compartilhe!