Festivais Dragões de Ouro | Gazeta do Balão
Festivais Dragões de Ouro
Publicado em 15/02/2012 | 469359 Visualizações

40

Olá amigos do GB! Como todo bom baloeiro que viveu os anos 80 e 90, se lembra da época de ouro dos festivais. Nessa época havia festivais praticamente todos os finais de semana, em tudo quanto era lugar e, muitas vezes, 2, 3 no mesmo dia.

Alguns muitos tradicionais como os da turma da Saudade, Lua, União e em Guarulhos não era diferente. De todos o mais esperado por todas turmas eram os festivais da Dragões de Ouro, que vamos relembrar nesta coluna.

O primeiro festival foi realizado em 1993 quando o Ivo, o grande responsável por todas edições decidiu em parceria com a turma do Nevoeiro realizar um festival de balões. Eles começavam na sexta e terminavam somente no domingo de manhã.

Já na sua primeira edição, o festival foi sucesso total tanto na parte noturna quanto na parte diurna. Nessa primeira edição subiram muitos balões e os que marcaram foram 2: o 7×7 fogueteiro noturno da turma do Guarda e o 11×11 fogueteiro diurno da turma do Coringa. Após o festival, o Ivo reuniu todas as turmas que participaram do festival e fez a entrega dos troféus. Também ficou decidido a realização do segundo festival para o ano seguinte.

Em agosto de 1994 foi realizado o segundo festival da Dragões de Ouro desta vez com uma grande estrutura. Tinha até carro de som com dj e novamente foi sucesso. Subiram vários balões. Entre os que se destacaram podemos relembrar o pião de 18m das turmas Pipoco e Gigantes do Ar, o 8×8 da Excalibur fogueteiro que deu show e o 8×8 da turma do Frajola que levou  uma bandeira em homenagem ao tetra campeonato do Brasil ganho dias antes.  Um fato curioso que acontecia nos festivais da Dragões de Ouro é que o campo ficava bem proximo a uma delegacia e nunca os festivais foram interrompidos pela policia. Nesse festival de 1994 os balões subiam e caiam bem próximos do festival. Não tinha vento nenhum e o pião de 18m por exemplo, caiu menos de 2 km do campo.

Em 1995 o festival não foi realizado e voltou com força total em 1996. Foi,  sem dúvidas o melhor festival e subiram vários balões de grande porte. Entre os que podemos relembrar o 11×11 fogueteiro diurno e um 8×8 da própria Dragões de Ouro, o 10×10 da turma Nossa Turma de Cumbica, o 8×8 da Balocaia,  o pião de 24m da TAF (Água Fria) e o pião de 18m da Escorpião.

Uma marca registrada desses festivais sempre foi a enorme quantidade balões soltos tanto nas partes noturnas quanto nas diurnas. O festival de 96 acabou sendo o último. Foram diversos os motivos que levaram o Ivo e sua turma a nunca mais organizar estes eventos. A chegada da lei em 1998 e a falta de lugar para realização do festival foram os principais.

Quem viveu essa época jamais vai esquecer. Sempre que os baloeiros se reúnem e tocam no assunto festival em Guarulhos, o primeiro que vem em mente são os da Dragões de Ouro.

Bem, essa foi mais uma coluna da época de ouro do balões em Guarulhos. Espero que tenham gostado e mandem seus comentários relembrando algum fato desses festivais, algum balão que tenha lhe marcado, enfim, nos ajude a contar a história.
Desde já agradeço a todos e até a proxima coluna.

Cesar América

Confira fotos dos Festivais da Dragões de Ouro:

Gostou? Curta e Compartilha!
  • 9
    Shares

Mande seu Recado:

Copyright © 2006 / 2020 - Gazeta do Balão | Todos os Direitos Reservados - Permitida a reprodução com citação da fonte
error: Não copie, compartilhe!