O Campo do Lagos - Gazeta do BalãoGazeta do Balão
O Campo do Lagos
Publicado em 08/01/2019

Hoje vamos relembrar o primeiro campo de soltura de balões do extremo da zona sul de São Paulo, o campo do Jd. dos Lagos, na região de Interlagos, bem próximo a Represa de Guarapiranga.

Campo do Lagos, hoje chamado CDC Veleiros

Com o desenvolvimento dos balões modernos no começo dos anos de 1980 na região do Ipiranga, também na zona sul, aos poucos os balões e turmas foram nascendo e se espalhando por toda a Grande São Paulo e as primeiras turmas do extremo da zona sul nasceram em torno desse campo e, por isso, os primeiros balões de grande porte por toda a década de 1980 subiram por lá.

Pião 14m – Lagos o segundo a subir na região em 1986

Temos alguns relatos sobre outras turmas que nasceram no extremo da zona sul antes disso, mas um ponto de encontro, um campo mesmo, só em meados dos anos 1980 quando os primeiros balões começaram a subir nesse campo e ele se tornou o principal ponto de encontro de baloeiros da região.

10×10 – Colonial (1991), Pião 14m – Turma Veja – o primeiro a subir na região em 1985 e Pião 21m – Colonial, o último balão a subir de lá em 1993.

As primeiras turmas foram a Lagos do querido Hermes, que levava o nome do campo, Aladim do Serginho, vizinha do campo e a Furacão do Edu.

Balões da Aladim: 6×6 (1986), 6×6 (1992) e 7×7 – ( 1987)

Junto com turmas do entorno do campo e de bairros próximos, foram  responsáveis pelos primeiros balões de “grande porte” da região.

Pião 12m – Livre (1986), Pião 10m – Aladim (1987) e Pião 14m – Colonial (1991)

Outra turma que começou a soltar seus balões por lá foi a Figueira Grande.

6×6 – Figueira Grande em 1986

Foi lá também que subiu o maior balão de turmas da região até então, um 17×17 fogueteiro noturno da Figueira Grande. Depois de diversas tentativas abortadas por condições climáticas, o balão subiu, seus fogos abriram baixo e foi responsável pela primeira “zica” no campo.

5×5 – Flórida (1993), 17×17 – Figueira Grande (1986) e 4×4 – Estreluar (1993)

Preparativos para a soltura da Lâmpada

Lá também foi feita a segunda soltura do Recorte Lâmpada da RWR e Tubalão pela Figueira Grande em 1991:

O campo do Lagos também foi palco de pequenas revoadas e festivais onde as turmas Show, Livre, Moleque Travesso / Colonial, Shadow e Flórida, também soltaram seus balões por lá.

Em meados de 1993, com novos campos surgindo na região como o Flamenguinho, muito maior que um campo de futebol, aos poucos o campo dos Lagos foi ficando de lado e nunca mais soube de algum balão que tenha subido por lá, mas ficou marcado em nossas memórias como um palco de balões inesquecíveis, turmas e balões maravilhosos que sempre ficaram marcados em nossas memórias.

Um abraço a todos

Dinho GB

Gostou? Curta e Compartilha!
  •  
  • 134
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    134
    Shares
Mande seu Recado:
Copyright © 2006 / 2019 - Gazeta do Balão | Todos os Direitos Reservados - Permitida a reprodução com citação da fonte
error: Não copie, compartilhe!