Festivais da União | Gazeta do Balão
Festivais da União
Publicado em 01/01/2012 | 682618 Visualizações

Olá amigos! Pra quem tem mais de 20 anos de balão se lembra bem dos Festivais da Turma da União (Zona Oeste), organizados pelo casal de comerciantes Paulo e Luzia e o Horacio que reuniram milhares de pessoas para assistirem a soltura de centenas de balões em cada uma das 4 edições realizadas.

Era uma época tão boa que lembra um pouco a situação atual com os festivais BSF. A única diferença que hoje a liberdade é maior. Naquela época, soltar balão era apenas uma contravenção, não havia a repressão atual e mesmo sendo proibido, subia balão de tudo quanto era lugar e Festivais, tinha um monte.

1º Festival – 1990

No dia do primeiro Festival da União, 24 de junho de 1990, foi um dia memorável para os baloeiros de São Paulo. Era época de Copa do Mundo, dia do jogo das oitavas de final entre Brasil e Argentina. Além do jogo que todos já sabem o que aconteceu, tivemos também o Festival da Turma da Saudade, na Vila Piauí, pertinho do Rio Pequeno. Agora imagina como foi aquele dia pra quem morava na região? Aliás, pra quem viu como eu, aquela manhã de domingo foi inesquecível! O tempo estava excelente e subiu muito, mas muito balão. Depois do jogo que acabou na hora do almoço, o sol tava forte e o vento fraco. Muita gente que fez balões pra Copa, com a desclassificação da seleção mandou tudo pro alto aquele dia.

2º Festival – 1991

O 2º Festival foi bem mais agitado. Realizado na noite de 31 de maio de 91,  dezenas de balões subiram e forraram o céu da zona oeste. Na parte diurna, muitos balões com destaque para o Recorte Lâmpada de 20 metros fogueteiro solto pelas turmas RWR e Tubalão.

3º Festival  – 1992

O 3º Festival da União em 1992 seria realizado na manhã do dia 28 de junho também no campo do Rio Pequeno, mas o Festival foi impedido pela Polícia que montou uma enorme operação acabando com o Festival. Muita gente foi presa, inclusive meu pai que levou um 3×3 amarelo e preto com umas esteiras de cortadinhos.

Segue a matéria do extinto Jornal Diário Popular sobre o Festival:

jornal-11

jornal-12

 

Desta vez não teve jeito. Todo mundo perdeu, o Paulo foi processado, meu pai e muitos amigos também. No caso do meu pai, ele pagou cestas básicas. Mesmo não realizando o Festival, Paulo reuniu todos os participantes na Quadra da Gaviões da Fiel no fim do ano e deu a todos, um troféu de participação.

4º Festival – 1993

Em 93 com medo de perder mais um Festival, o 4º Festival da Turma da União foi realizado aos moldes do Incentivo aos Baloeiros, a Boca de Ouro de SP na época. Quem quisesse participar, se inscrevia e a organização mandava um representante para acompanhar a soltura do balão onde a turma quisesse soltá-lo.

digitalizar0068

Durante todo o ano, os balões foram subindo, na maioria das vezes em revoadas. Foram soltos balões em Mairiporã, em Interlagos, ABC e Zona Leste.

No fim do ano, uma festa no Buffet de Paulo na Zona Oeste foi realizada e os troféus de participação foram entregues aos participantes juntamente com os troféus dos campeões.

É isso ai! Espero que relembrem suas histórias, conte suas versões!

Caso tenha fotos, nos envie e  ajude-nos a contar a história de um dos maiores festivais de balões de São Paulo.

Abraços

Dinho

Gostou? Curta e Compartilha!
  • 18
    Shares

Mande seu Recado:

Copyright © 2006 / 2020 - Gazeta do Balão | Todos os Direitos Reservados - Permitida a reprodução com citação da fonte
error: Não copie, compartilhe!