Pedro - Emenda | Gazeta do Balão
Pedro – Emenda
Publicado em 03/02/2019 | 188828 Visualizações

Para todo baloeiro ou apenas um amante dos balões, nascer nos meses de Junho e Julho durante as festas juninas é sempre comemorar seu aniversário soltando balões ou comemorando em uma festa junina. E foi assim que, em 29 de junho de 1948, dia de São Pedro e São Paulo que nasceu  mais um Paulistano, de sangue italiano que entraria pra história do mundo do balão por tudo que representou como baloeiro, amigo e, acima de tudo, amante incondicional dos nossos brinquedos de papel.

Junto com seu irmão Sergio, Pedro se reunia com amigos para soltar balões ao lado de sua casa na Mooca, bairro da zona leste de São Paulo nos anos de 1970 e começo de 1980.

Por muitos anos, as solturas de balões dos irmãos reuniam dezenas de amigos e vizinhos até que um dia, conheceram o pessoal da Turma do Zodíaco. Com o passar do tempo, já participavam das atividades da turma soltando os primeiros balões “modernos”.

Certo dia, Sergio foi até a bancada da turma buscar umas folhas que ele mesmo havia comprado para fazer um balão pro seu irmão e não permitiram que as levasse. Revoltado, decidiu sair da turma do Zodíaco e criar uma nova turma com o seu irmão e amigos. Nasceu aí, em 1983, a turma da Emenda.

Em pouco tempo, a nova turma foi ganhando destaque com balões diferenciados, criativos e muitos deles além dos padrões que muitas turmas soltavam. Fato é que, para muitos, a Emenda é a principal turma de baloeiros da história e, muitos desses créditos, além do Sergio, claro, são do Pedro, por tudo que ele representou durante todo o tempo em que conviveu conosco.

Pra quem teve o privilégio de conhecer o Pedro como eu, sabe o quanto ele era um cara gente boa. Prestativo, atencioso, amigo, sempre foi um cara que gostava de um bom bate papo, um conselho ou até mesmo de relembrar as boas histórias que viveu com seu irmão ainda crianças, com a Zodíaco, Emenda e Estágio, turma que fundou após sair da Emenda.

De tão amado, sempre é lembrado em homenagens de tudo quanto é tipo, seja em rodas de conversa, em eventos e até mesmo em balões de diversas turmas.
Em 1992, durante a famosa Revoada do Marselha organizada pela Baloema, foram homenageados pela turma Rosa Negra com um pião de 15 metros que ilustrou, em sua bandeira, uma homenagem aos irmãos:

Em 28 de Julho de 2014 nosso querido Pedrão nos deixou, mas seu legado, seu carisma e o inconfundível “Porra Meo” sempre ficará marcado em nossas memórias pelo grande baloeiro e amigo que foi.

Confiram mais algumas homenagens póstumas ao Pedrão:

Modelado 15m – TNT em 2015

Pião 16m – TIB em 2016
Gostou? Curta e Compartilha!
  • 164
    Shares

Mande seu Recado:

Copyright © 2006 / 2019 - Gazeta do Balão | Todos os Direitos Reservados - Permitida a reprodução com citação da fonte
error: Não copie, compartilhe!