Se a ciência ajudasse... | Gazeta do Balão
Se a ciência ajudasse…
Publicado em 01/05/2012 | 230182 Visualizações

Olá amigos! Antes de começar o assunto, vejam esse vídeo:

O que mas me chamou a atenção foram os depoimentos de cientistas elogiando a “brincadeira” da produção do Fantástico. Ao mesmo tempo, fica a pergunta:

Será que, se todos os principais órgãos de estudos como a USP, UFRJ por exemplo, tivessem interesse poderiam desenvolver técnicas mais seguras para nossos balões? Através desse vídeo podemos ver que até para um resgate há tecnologia capaz de encontrar um balão após sua queda. Quem diria Lelo e SM se sua lenda pudesse ser encontrada.

Todos sabemos que todo conhecimento em relação as técnicas de confecção, soltura e materiais utilizados nos balões de hoje foram desenvolvidos na raça por heroicos baloeiros nas décadas de 70 e 80. Por isso que temos muitos registros de falhas naquela época.

O balão de hoje é mais seguro, raramente ocorrem falhas e muitas das que ainda acontecem, em mais da metade delas a culpa é de pessoas irresponsáveis que não respeitam os limites que a Matemática, a Física e experiência nos ensinou em mais de três décadas de balões modernos no Brasil.

A pergunta que fica é? Porquê em vez de proibir não se preocupem em nos ajudar a desenvolver técnicas mais seguras? O que seria? Uma bucha que se apagasse, um local apropriado para soltarmos nossos balões, sei lá! São tantas idéias.

Vejamos o exemplo de um carro. A cada ano se evolui mais pois são gastos horas e horas de estudos para ele se tornar mais seguro. E é assim em tudo que conhecemos. porque invés de proibir, não busquem melhorar?

Dê a sua opinião e participe!

Gostou? Curta e Compartilha!
  • 3
    Shares

Mande seu Recado:

Copyright © 2006 / 2020 - Gazeta do Balão | Todos os Direitos Reservados - Permitida a reprodução com citação da fonte
error: Não copie, compartilhe!